Exposição 2019.08 – Arte Têxtil – 15/06/2019

A proposta para esta apresentação individual, numa linguagem das artes visuais em que tecidos e bordados estão presentes no suporte, material e técnica, revelando uma multiplicidade de resultados numa produção artística contemporânea e com a identidade artística que lhe é peculiar, surgiu com a busca pela experimentação da textura e uma pesquisa de utilização de materiais que não são usados convencionalmente como material artístico, sobretudo os panos.

Um estudo que vem se desenvolvendo nos últimos anos pela repetição da utilização de materiais do cotidiano que ganham o papel de suporte artístico numa busca da forma e sua desconstrução, revelando uma mensagem através do abstracionismo; uma linguagem que a artista trava com sua arte e gera comunicação, ao esmiuçar para o mundo o seu romantismo e as mensagens insinuantes e refinadas, ao mesmo tempo incautas, que transmite em uma obra silenciosa e calma, sem perder o seu grito!

A artista se autodefine com uma essência barroca que se revela pelo exagero das texturas e das curvas, a paleta de cores expressa em tons terrosos, dourados, preto carbono e branco pureza, além da dramaticidade de sua obra. Em outro ângulo, produz uma obra romântica, marcada pelas relações pessoais e seus enlaces, contrastes e elos de união, alinhavados e marcados numa simbologia simples e pragmática, experimentando um diálogo através da imagem e de sua revelação. Com traços simples, nos conduz por uma passagem mítica que traz força e personalidade a sua obra, dando contemporaneidade ao primitivo, um realce do seu talento e raciocínio que não é óbvio, sem entrar no campo do outro e demonstrando uma criação matérica, autoral e autobiográfica.

Veridiana Brasileiro
Curadora