Português

2020.11 – Museu localizado no litoral baiano atua na difusão da valorização artística de um objeto indispensável à nossa rotina diária: a cadeira!

Fotografia de divulgação do Museu das Cadeiras Brasileiras, na parte inferior da imagem temos um faixa preta com os dizeres "#ficaadica" e "foto: gazetadopovo.com", na parte superior esquerda da imagem se encontra a logo do MAUC, ao fundo uma parede branca com três janelas também brancas, na frete da parede temos três cadeiras de diferentes tamanhos na cor marrom.

Museu das Cadeiras Brasileiras (Foto: gazetadopovo.com)

Cadeiras são indispensáveis em várias ocasiões da nossa rotina diária. Seja no cinema, no teatro, na escola, na igreja ou em uma agência bancária, por exemplo, a nossa expectativa é sempre a mesma: encontrar um assento vazio para nos acomodarmos confortavelmente! Você sabe como elas são fabricadas? Conhece algum profissional
que atua na sua fabricação?

No post de hoje você vai conhecer um espaço onde várias delas estão reunidas exatamente para revelar o grande talento com que elas são fabricadas. Sabe que espaço é esse? O Museu das Cadeiras Brasileiras (Muca). Vamos conhecer sua história?

A ideia da criação do Muca surgiu do grande legado deixado pelo baiano José Zanine Caldas.

Maquetista, arquiteto, paisagista, artista cerâmico, professor e escultor, Zanine nasceu em Belmonte, cidade litorânea do sul da Bahia, em 1959.

Por seu brilhantismo profissional, destacou-se como um dos maiores representantes do Modernismo Brasileiro no design de móveis.

Com o propósito de difundir o grande talento de José Zanine Caldas e de outros designers brasileiros, a ideia de criar o Muca sai do papel e vira realidade em novembro de 2018, na sua pré-inauguração.

Inaugurada oficialmente em dezembro do mesmo ano, a Instituição é fruto da iniciativa do arquiteto Zanini, filho de José Zanine Caldas. O espaço conta com um valioso acervo de cadeiras que expressam o grande talento de vários artistas do Design nacional. Entre eles estão Bernardo Senna, Carlos Vergara, Guilherme Wentz, Hugo França, José
Zanine Caldas, Julia Krantz, Juliana Vasconcellos, Mauricio Azeredo, Pedro Franco, Sérgio Mattos.

Além de oferecer pleno acesso a este rico acervo, o Muca também promove palestras, cursos e residências artísticas para todos os que se interessam pela área de sua atuação institucional.

Se você deseja saber mais sobre este belíssimo trabalho, não deixe de conferir as fotos e
demais informações disponíveis no perfil do Muca no Instagram. Acesse:
https://www.instagram.com/museu_das_cadeiras_brasileiras.

Por Carlizeth Campos
Assistente em Administração do Mauc

25.11.2020