Português

2021.01 – Museu inaugurado em 2011 une tradição e modernidade para preservar e difundir a identidade cultural de Sergipe

Imagem da fachada iluminada do museuMuseu inaugurado em 2011 une tradição e modernidade para preservar e difundir a identidade cultural de Sergipe

Você já teve a oportunidade de conhecer todo o encanto da cultura sergipana? Não? Então prepare-se para fazer um incrível passeio de barco, visitar feiras, preparar os principais pratos típicos do Estado e conhecer as festas e brincadeiras que alegram os dias deste povo que vive imerso em uma cultura tipicamente nordestina! E o melhor: você pode fazer isso em um único lugar! Sabe que lugar é esse? O Museu da Gente Sergipana! Vamos conhecer sua história?

Inaugurado no dia 26 de novembro de 2011, o Museu da Gente Sergipana nasceu com a nobre missão de preservar e difundir a identidade cultural de Sergipe.

Funcionando desde sua inauguração no prédio do antigo Colégio Atheneu Dom Pedro II, promove ações que aproximam a comunidade sergipana e demais interessados do estilo de vida de quem habita no Estado.

Localizado no Centro de Aracaju, une tradição e modernidade por meio de um rico acervo apresentado ao público por meio de sua multimídia de última geração, que permite ao visitante percorrer as praias, mangues, fazendas, feiras, além de conhecer a culinária, os falares, as festas e muitas outras manifestações culturais que são típicas da região, organizados em alas temáticas bem atrativas.

Na ala “Nossos Leitos”, você viajará por seis diferentes ambientes naturais – praia, mar, agreste, mangue, sertão e mata atlântica.

Na ala “Nossas Roças”, jogos interativos vão te ensinar a cultivar e cuidar de uma plantação ou combinar ingredientes para formar uma receita típica, como a feijoada sergipana.

Na ala “Nossos Trajes”, sua imagem será refletida em um espelho eletrônico em trajes e fantasias típicos da região.

Na ala “Nossas Histórias” você conhecerá o artesanato, modos de vida, aspectos econômicos, causos e lendas da região.

Na ala “Nossos Cabras” você vai conhecer personalidades sergipanas como o artista plástico Arthur Bispo do Rosário, o cangaceiro Lampião e o filósofo Tobias Barreto.

Negocie qualquer produto com um vendedor virtual na ala “Nossas feiras”.

Declame poemas de autores sergipanos e crie seu próprio repente na ala dedicada à literatura de cordel e ao repente.

Quanta coisa interessante se pode fazer no Museu da Gente Sergipana, não é?

Maiores informações sobre este belíssimo trabalho você vai encontrar no perfil da Instituição no Instagram. Acesse: http://www.instagram.com/museudagentesergipana_oficial.

 

Por Carlizeth Campos
Assistente em Administração do Mauc
30.12.2020