Português

2020.12 – Casa de Cultura paraibana atua na preservação e disseminação da obra produzida por um célebre artista plástico que foi docente da UFPB

Fotografia de divulgação do Museu Casa de Cultura Hermano José, na parte inferior da imagem temos um faixa preta com os dizeres "#ficaadica" e "foto: MCCHJ-UFPB", na parte superior esquerda da imagem se encontra a logo do MAUC, ao fundo temos uma obra de Hermano José onde observamos um homem sentado.

Obra de Hermano José (Foto: MCCHJ-UFPB)

Com o grande talento de artistas plásticos nacionais, trechos belíssimos do nosso País são imortalizados por meio de pinturas, gravuras e desenhos. Um desses trechos é João Pessoa, capital paraibana que conquistou o coração de artistas consagrados como o paraibano Hermano José. Com traços, linhas e cores harmoniosas, este amante da arte e da natureza retratou paisagens e cenas culturais da capital e das principais cidades do Interior de Paraíba. Sua produção artística inspirou a criação da Casa de Cultura Hermano José. Vamos ver como isso se deu?

Hermano José Guedes de Melo nasceu no dia 15 de julho de 1922 em Serraria, localidade situada na região do Brejo da Paraíba. Cresceu na cidade de Caiçara, onde viveu os primeiros anos de sua infância.

Aos 11 anos, mudou-se com a família para João Pessoa. Ao conhecer a bela praia de Cabo Branco, fica fascinado pela região, principal cenário de suas obras de arte. A avenida Tabajara dos anos40 e o Parque Solon de Lucena dos anos 50, entre outros cenários, também ganharam vida e cor com o auxílio do pincel deste talentoso artista
plástico paraibano.

Hermano José iniciou sua carreira artística em 1946 como docente do Centro de Artes Plásticas da Paraíba. Na década de 1980, assumiu a Coordenação de Artes Plásticas do Espaço Cultural José Lins do Rego e integrou o corpo docente do Departamento de Artes da Universidade Federal de Paraíba, coordenando a Pinacoteca UFPB por 4 anos.

Em 2014, Hermano José decide doar toda a sua produção artística e o imóvel onde morou para a UFPB. Adaptado para sediar a Casa de Cultura Hermano José, o imóvel abriu suas portas para celebrar a inauguração deste importante equipamento cultural paraibano em maio de 2017.

Dispondo de um rico acervo formado por objetos de arte, livros, discos, pinturas, gravuras, desenhos e muitos outros itens, a Casa de Cultura Hermano José compartilha com a comunidade paraibana e demais interessados o legado deixado por este ilustre artista plástico, fruto de Uma longa trajetória artística entre pincéis, tintas, telas, música
clássica e paisagens naturais da terra paraibana que ele tanto amou.

Para saber mais sobre Hermano José e sua obra, acesse o perfil da Casa de Cultura Hermano José no Facebook: https://www.facebook.com/museucasahermanojose.

Por Carlizeth Campos
Assistente em Administração do Mauc
16.11.2020