Português

Exposição 1963.07 – Descartes Gadelha – 40 Pinturas a Óleo – 20/11/1963

(Transcrito do Catálogo)

Catálogo da ExposiçãoO Museu de Arte da Universidade do Ceará apresenta hoje a primeira exposição individual de Descartes, artista nosso, ainda jovem mas cheio de promessas. Uma das primeiras mostras de que tomou parte é a que presentemente se realiza em Salvador; descartes integra a representação de artistas do Ceará em “Pintores do Nordeste, que, juntamente com “Civilização do Nordeste” – seleção de formas artesanais objetivando seu futuro aproveitamento no desenho industrial – compõe as manifestações que assinalam a inauguração do Museu de Arte Popular e Oficinas do Unhão, na Bahia. “Civilização do Nordeste” é exposição de choque e acusação; a pintura de Descartes, conscientemente ou não, é choque e acusação aos que têm olhos para ver o submundo captado pelo pintor.

Livio Xavier Júnior
Diretor


Biografia

Descartes Marques Gadelha nasceu a 18 de junho de 1943, em Fortaleza. Desenha desde criança. Os motivos constantes de suas brigas de infância eram as caricaturas que fazia de seus companheiros nas calçadas e paredes de tôda a vizinhança. Foram aquêles os seus primeiros estudos de desenho. Trabalha atualmente no CEPRON e na Rêde Ferroviária Federal, onde é desenhista técnico. Em 1962 iniciou-se na pintura, recebendo então aulas de desenho livre sob a orientação do pintor Zenon Barreto. A primeira exposição em que tomou parte foi “A Paisagem Cearense”, no MAUC, em maio do corrente ano. Atualmente, em Salvador, expõe, juntamente com 56 pintores do Nordeste, na mostra de inauguração do Museu de Arte Popular da Bahia.