Área do cabeçalho
gov.br
Portal da UFC Acesso a informação da UFC Ouvidoria Conteúdo disponível em: Português

Universidade Federal do Ceará
Museu de Arte da UFC – M A U C

Área do conteúdo

Exposição 2001.04 – Bestiário: Xilogravuras de Sebastião de Paula -07/06/2001


Bestiário Singular da Técnica e da Imagem

Sebastião de Paula

Em junho de 1997, Sebastião de Paula ganha o prêmio de gravura do Salão Norman Rockwell. Em lugar de descansar sob os louros recebidos, este prêmio o impulsionou a refletir. Estuda as distintas possibilidades, entrando em nova etapa de formulação de seu trabalho. Ele usa outras ferramentas, e o uso de novos suportes produziu modificações no tratamento das superfícies, chegando a um acabamento mais refinado.

As gravuras que surgem a partir da volta da prensa foram trabalhadas desde a necessidade de ajustar a transportar imagens em linóleo, em madeira, com um máximo de precisão. Trabalhou com ferramentas tradicionais e pela primeira vez com lixas.

“Mais importante que ganhar um prêmio, é a certeza da evolução do trabalho, e ver que as novas descobertas estão contribuindo para o amadurecimento de minha gravura”, escreve o artista em correspondência eletrônica pela qual mantivemos contato.

O artista segue trabalhando com os animais fantásticos que são a representação do imaginário popular. “Quanto mais primitiva é uma região, maiores são as fantasias, os medos, os mitos”, diz de Paula.

Sebastião nasceu em um pequeno povoado, longe das grandes cidades. Desde a sua infância esteve em contato com a literatura de cordel, absorvendo as histórias assombrosas e seus personagens, encantados e encantadores: príncipes valentes, belas princesas, cavaleiros heróicos, em circunstâncias surpreendentes e ameaçadoras, em que monstros e palácios assombrados continham muito suspense e terror. Guardados no inconsciente do artista, na hora de desenhar estes personagens se apresentam espontaneamente. É a forma que o artista escolheu e aceita para manter vivas as suas raízes culturais, tratando de dar uma linguagem universal, sem perder as características regionais.

A gravura é uma disciplina exigente, que pode chegar a distrair o artista do conteúdo. Não é o caso de Sebastião de Paula. Forma e conteúdo fazem parte de uma mensagem visual sensível, de uma mesma história contada com humor, em termos contemporâneos que nos refere a uma tradição consolidada.

“Como ser humano estou sempre em busca da superação. Creio na fidelidade e no respeito pelas pessoas. Isto está diretamente ligado ao lugar em que nasci. O homem do campo tem estas qualidades”. Escreve sobre a sua filosofia de vida. Então poderíamos chegar à conclusão de que as ilustrações mágico-míticas do zoológico fantástico de Sebastião são uma representação simbólica de tudo de bom que o artista vê nos homens e na vida.

Cada animal pode reconhecer-se como uma espécie determinada, com características de outras espécies-reais ou imaginárias, chifres, patas, cauda, orelhas que terminam por formar um animal fantástico. Em poucas linhas o artista nos fala de seu habitat, com que a obra adquire uma conotação ecológica. Estes bichos bestas são répteis, pássaros, mamíferos, podiam ter se desprendido de um tapete medieval, ou podem ser representantes de manipulações genéticas contemporâneas.

Traços sutis e cuidados vão tramando as diversas texturas. Texturas que adquirem vida própria e parecem respirar. Sebastião de Paula consegue de suas gravuras o máximo de sedução, pondo sua qualidade técnica a serviço das imagens.

Alina Tortosa

Buenos Aires, Novembro de 1998


Currículo Artístico

Sebastião de Paula nasceu em Morada Nova, Ceará, no dia 14/05/1961. Graduado em música pela Universidade Estadual do Ceará, em 1988. Em 1990/91, estudou xilogravura e gravura em metal com Eduardo Eloy na Oficina de Gravura e Papel Artesanal do Museu de Arte da Universidade Federal do Ceará. Workshops de Gravura em metal com Artur Luiz Piza em 1991 e com Carlos Martins, em 1992, na oficina de Gravura do MAUC. Workshop de Desenho, com Carlos Fajardo, na Secretaria de Cultura do Estado do Ceará.

Professor de Xilogravura no Curso de Artes Plásticas da Faculdade Gama Filho do Ceará.

Principais Exposições Coletivas:

2000 – 5ª Triennale Mondiale D`Éstampes Petit Format 2000 – Chamaliéres France – Paris Par Le Couer – Galérie Haut-Pavé Paris France

        – Coisas do Ceará – Winsconsing Estados Unidos

        – Grabado Cearense en Madrid – Casa do Brasil (ESP).

1999 – 10ª International Print Biennial Varna – Graphic Art Gallery – (Bulgária)

        – 56º Salão Paranaense – Museu de Arte Contemporânea de Curitiba – PR

        – V UNAMA de Pequenos Formatos – Belém – PA

        – 1ª Bienal de Artes Plásticas do Maranhão – São Luís – MA

1998 – TAUAPE XILOGRAVURAS, Brasilianisches Kulturinstitut in Deustchaland, (Berlim – GER.)

        – Muestra Internacional de Minigrabados – MIG – 95, Terrassa – Barcelona – (ESP.)

1997 – Corriendo las Fronteras, Centro Cultural da Recoleta, Buenos Aires (ARG.)

        – 3º Salão Norman Rockwell-IBEU-CE Art Gallery, Fortaleza – CE.

1996 – TAUAPE XILOGRAVURAS, Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro

        – Museu da Gravura de Curitiba

        – Museu de Arte Contemporânea da USP, São Paulo.

1995 – 21ª International Biennial of Graphic Art, Ljubljana (Eslovenia)

        – 1º Salão Norman Rockwell, IBEU-CE Art Gallery, Fortaleza – CE

1994 – 3º Salão de Arte Contemporânea do Pará, CENTUR, Belém – PA

        – Projeto CUMPLICIDADES, Porto – Portugal

        – 1ª Bienal Nacional da Gravura, São José dos Campos-SP, Brasil

        – Xilogravura Cearense Imagem Atual, Museu de Arte da UFC, Fort. – CE, Brasil

1993 – Grafica de Aqui y de Allá, Aranjuez, Spain

1992 – Arte Papel Nordeste Brasil, Espaço Latino-Americano, Paris, France e Casa do Brasil, Madrid, Spain

1991 – Nordeste Contemporâneo, Centro de Convivência Cultural, Campinas-SP, Brasil

1990 – CIPE 90, Galeria del Centro de Artes Plasticas y Dyseño, Havana, Cuba

1989 – Artes Plásticas 90, Fortaleza-CE, Brasil

1988 – UNIFOR Plástica, Fortaleza-CE, Brasil

1987 – Talento 97, Teleceará, Fortaleza-CE, Brasil

1986 – XLIII Salão Paranaense, MAC, Curitiba-PR, Brasil

1985 – Grupo Fratura Exposta, Casa de Cultura Raimundo Cela, Fortaleza-CE, Brasil

        – Arte Galeria, Fort. – CE, Brasil.

Exposições Individuais:

2001 – “Bestiário” – Museu de Arte da Universidade Federal do Ceará – Fortaleza – Ce, Brasil;

1995 – IBEU-CE Art Gallery, Fortaleza – Ce, Brasil; Galeria do Sol, São José dos Campos – SP, Brasil;

1993 – Itaú Galeria, Penápolis – SP, Brasil; Galeria Al’Kary, Fortaleza – Ce, Brasil.


Referências Bibliográficas: FIRMEZA, Nilo (Estrigas) – 0 Salão de Abril (1998), Fundação Cultural de Fortaleza – Ceará; AMARANTE, Leonor – Desafio de Uma Técnica – Catálogo da Exposição Xilogravura do Cordel a Galeria (1993) pag. 19 – Edição Fundação Cultural da Paraíba; AMARANTE, Leonor – Desato de Uma Técnica – Catálogo da Exposição Xilogravura do Cordel à Galeria (1994) pag. 16 – Edição MASP – Gov. do Estado de São Paulo; MORETHY, Fátima – Nordeste Contemporâneo 11 Artistas – Revista Galeria Nº 25 (1991); GALVÃO, Roberto – Um Panorama da Arte no Ceará (1985).

Nome: Francisco Sebastião de Paula

Endereço: Av. J, 1311 – 3ª Etapa – Bairro: Prefeito José Walter

CEP: 60.750-090 – Fortaleza – Ceará – Brasil

TEL: (85) 291-7069 

E-MAIL: spaula@ibm.net

 

 

Visitas de estudantes:

Pedagogia – UVA

Projeto Escola Viva – Prefeitura Municipal de Fortaleza

Escola de 1ºGrau Frei Tito A. Lima

Escola de 1ºGrau Frei Tito A. Lima

Escola de 1º Grau Frei Tito A. Lima

Curso Pré-Vestibular – Sintufce

Creche Escola Lagarta Pintada – Educação Infantil

Exibir: subpáginas.
Acessar Ir para o topo