Área do cabeçalho
Portal da UFC Acesso a informação da UFC Ouvidoria Conteúdo disponível em: Português

Universidade Federal do Ceará
Museu de Arte da UFC – M A U C

Área do conteúdo

Exposição 2022.2 – Corpo, território, continente – 01/02/2022

“CORPOS, TERRITÓRIOS, CONTINENTE”

“arte é uma atividade que consiste em produzir relações com o mundo através do auxílio de signos, formas, gestos e objetos” (Nicolas Bourriaud, 2006, p. 147).

A Unilab é uma instituição pública de ensino superior situada no Maciço de Baturité, no estado do Ceará e na região do Recôncavo Baiano. Criada em 2010, a Unilab tem como tríplice missão integrar as regiões, saberes e culturas lusófonas afro-brasileiras e africanas e interiorizar e internacionalizar o ensino superior público. Neste sentido, a arte e a cultura se destacam como ferramentas imprescindíveis para a efetivação desta proposta político-educativa de integração cultural. Em seu corpo comunitário a Unilab compõem um mosaico alargado de identidades culturais que reúnem estudantes do interior do estado, mas também as(os) estudantes africanas(os), quilombolas e indígenas.

Esta exposição é resultante de uma ação de parceria entre a Pró-reitoria de Extensão, Arte e Cultura da Unilab e o MAUC na composição de um esforço interinstitucional de diálogo com a sociedade cearense, trazendo uma mostra artística da Unilab, e propondo uma reflexão sobre os corpos, territórios e o continente. Esta perspectiva transcultural da exposição nos indica uma compreensão alargada da noção de território, na medida em que são construtores de corpos e de continentes. No entanto, numa dimensão simbólica e cultural aqui também se entende que os corpos são, por si só, territórios que por sua vez abrigam continentes. Ao refletirmos artisticamente sobre os corpos, os territórios e continentes, compreendemos que esta exposição é representativa da missão da Unilab, na sua relação com a sociedade, uma vez que a integração se faz a partir dos corpos e suas subjetividades. 

Corpo, Território, Continente reúne nesta mostra visual experiências de criações narrativas  artísticas, como bem adianta o título,  que no horizonte maior de abrangência, mostra e  conecta trabalhos de artistas, presentes na comunidade da Unilab (de autoria de docentes, discentes e corpo técnico da Universidade), articulando conceitualmente, por meio da performance registrada em vídeos, na fotografia, na escultura, na colagem, no objeto têxtil e no cinema, poéticas que tratam sobre formas de falar, pensar e ousar os mundos e suas relações com as diferenças, a multiplicidade e as ambiguidades do humano. O corpo é expandido nesta perspectiva como obra, como questão, plataforma e dispositivo poético e político onde temáticas como identidades e representatividades estão latentes.  

Por fim, apresentamos um conjunto de obras da cultura material do continente africano. Recolhidos pela ministra-chefe da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial no Governo Lula ( 2003-2008) e professora da unilab/CE Matilde Ribeiro, que, ao longo de visitas que realizou a 21 países do continente africano, adquiriu e foi presenteada com estatuetas, máscaras, objetos utilitários, que contam essas relações das redes de amizade e parcerias institucionais entre os dois continentes.  Essas obras dialogam com toda a produção artística aqui presente. Convidamos todas, todes e todos para fruírem de corpo todo esse espaço. A arte é um estado de encontros.


 

Curadoria

Joana D’Arc Lima (Unilab/CE)
Ricardo Nascimento (Unilab/CE)


 

Artistas Convidadas/os:

  • Professora Rosália Menezes
  • Professora Daniele Ellery – Filme
  •  Márcio Câmara
  • Professora  Matilde Ribeiro
  • Professora Jo A-mi
  • Nixon Araújo – Mosaicos de Papel
  • Rosana Braga Reis e Tuan Fernandes

Estudantes da UNILAB:

  • Geysa Moura
  • Francisco Harley de Oliveira Almeida
  • Nixon Antonio Guerra
  • Matheus Felipe
  • Luan Rodrigues
Acessar Ir para o topo