Português

Festejos em meio à uma pandemia

25 de junho de 2020

Como celebrar um aniversário em meio ao distanciamento e isolamento social? Como celebrar uma data festiva em meio aos caos, à doença, à morte, ao luto e a números desoladores? Durante esta pandemia a sociedade descobriu algo que os museus, os colecionadores e amantes da arte já sabiam: a Arte consola e salva! Mais do que nunca a arte, os museus e o patrimônio cultural tiveram lugar central para estabilidade emocional de toda a nossa sociedade.

Desde dezembro de 2019 vimos um movimento de parada no outro extremo do planeta e não acreditamos que este movimento chegaria até nós. Em março de 2020, recebemos a notícia de que precisaríamos fechar as portas do Museu de Arte da Universidade Federal do Ceará (Mauc) por um tempo indeterminado devido à chegada da pandemia no Brasil e sua rápida proliferação em nossa sociedade.

Fizemos e refletimos sobre diversas perguntas que ecoavam de forma individual e coletiva: A pandemia chegou e o que fazer neste momento? Qual o lugar da arte no isolamento e no distanciamento social? Qual o lugar de um museu universitário de arte durante uma pandemia? Como ficar próximo do nosso visitante sem o contato físico?

Enquanto Equipe, nos unimos e dividimos os trabalhos e as funções de cada um neste período e assim encontramos formas de manter a chama da vida acesa e a proximidade com nosso público. Por meio de um trabalho diário, sério e cuidadoso, buscamos  formas, estratégias, caminhos de aproximação com as crianças, com as famílias, com os jovens, com as escolas e com toda a sociedade e durante a pandemia não seria diferente.

Chegamos em junho e na metade do ano! Junho de 2020, também é o mês de aniversário de 65 anos da Universidade Federal do Ceará e mês de aniversário dos 59 anos do seu Museu de Arte. Datas impossíveis de passarem em branco, mesmo em tempos de distanciamento, isolamento social e pandemia. Junho chegou e estamos completando 59 anos e entramos em contagem regressiva para celebrar os 60 anos de um museu que atravessa gerações marcando a vida e a trajetória de profissionais, artistas, grupos, pesquisadores, visitantes e da nossa universidade. Em “tempos normais” ou “tempos de covid-19”, o Mauc e sua Equipe encontram formas de celebrar esta data com aqueles para quem e com quem cumprimos nossa missão!

Aprendemos muito neste ano de 2020, mudamos os rumos, ajustamos as velas e trouxemos inovações e interações para o Mauc e para o nosso público. Aproveitamos o que tínhamos de melhor da nossa equipe e descobrimos potencialidades que se converteram em ações e atividades… Nesse sentido, este período nos trouxe ainda mais a vontade de avançar, de prosseguirmos a evoluir também nas plataformas virtuais e, assim, continuar a colaborar para a potência da arte na transformação de vidas!

Os números e as conquistas do Mauc ao longo deste primeiro semestre nos faz celebrar este aniversário com vocês: nossas mídias sociais cresceram e nos levaram a lugares inimagináveis; trocamos experiências por meios das lives com profissionais e instituições que nos inspiram e a quem também inspiramos; demos dicas de museus, filmes, publicações e eventos; relembramos momentos marcantes através dos nossos #tbts; realizamos nossa primeira exposição virtual entre abril e junho com participação de 131 artistas; lançamos nossos Cadernos de Colorir com desenhos livres e inspirados no acervo do Mauc, com ilustrações de Francisco Bandeira; lançamos a convocatória da exposição virtual infanto-juvenil; mediamos exposições e oficinas artísticas; elaboramos projetos para editais de incentivo à cultura; produzimos novos vídeos e conteúdos educativos para nós e para vocês; mantivemos em funcionamento as rotinas administrativas e o atendimento ao público em nosso e-mail. Ufa!!! e tudo isso em apenas 3 meses!

Afirmamos, não foi fácil parar as atividades presenciais e nos adaptar ao mundo virtual. O mundo virtual, anteriormente, era considerado por nós apenas como lugar de comunicação e divulgação institucional e agora, neste momento pandêmico, assume como nosso lugar, espaço e local de trabalho, de exposição, de interação interna e direta com o público. Ficou evidente o quanto precisamos ainda crescer em números de profissionais técnicos em nossa equipe e o quanto precisamos de estrutura física e de equipamentos para continuarmos a fazer um trabalho de qualidade e inovador.

Por fim, afirmamos, que em 59 anos de funcionamento ininterrupto, a Casa Mauc é uma casa de sonhos e de cuidado com o outro, de cuidado com os pequenos e de cuidado com os grandes, de cuidado com os moradores e de cuidado com os visitantes! É com certeza, uma casa que cuida e que é bem cuidada! É uma casa que sente saudade dos passos, dos barulhos e dos ruídos dos seus funcionários e dos seu públicos pelos seus mais diversos ambientes; dos sorrisos, da cumplicidade e dos aprendizados trocados; dos abraços e dos afetos!

Acreditamos que em breve estaremos juntos, mas enquanto isso não chega, fiquemos  bem, usem máscaras, lavem as mãos e se possível, fiquemos em casa. Vida longa ao Mauc e brindemos à vida e à arte! Agora, vamos firmes  rumo aos 60 anos!

Graciele Siqueira e Equipe Mauc